Pastor faz profecia assustadora para sua ex-amante: “Deus me disse que se você não abortar ele vai tirar a sua vida”

Ele teve relacionamento extraconjugal com a mulher durante três anos e pediu que ela abortasse.

Kofi Danso é o líder de uma igreja chamada Miracle for All Nations’, no Canadá, ele se autoproclama profeta e recentemente disse para uma fiel da sua igreja que ficou grávida dele quando os dois  tiveram um relacionamento extraconjugal, que Deus revelou para ele que se a mulher não abortasse o filho que estava esperando dele, ela iria morrer.

É claro que primeiramente o homem negou o relacionamento com a mulher que é membro de sua igreja, porém ele foi desmascarado quando o exame de DNA deu a probabilidade de 99,99% de ele ser o pai do filho que Bartley esperava.

O homem então começou a batalhar para tentar impedir que o caso viesse a público, ele tentou manter o caso em sigilo, pois sabia que se tudo viesse a publico sua reputação estaria acabada e suas finanças prejudicadas. No entanto, o juiz do Supremo Tribunal de Ontário, Fred Myers, rejeitou o pedido do pastor.

O juiz em uma decisão de 13 páginas no dia 17 de agosto, Myers explicou por que ele rejeitou o pedido de Danso. De acordo com informações do juiz, a mulher grávida do pastor, a senhora Bartley disse que quando contou para o mesmo que estaria esperando um filho dele, o homem que diz ser profeta disse a ela que Deus o mostrou que se ela não abortasse o filho dele ela iria morrer.

O homem autoproclamado profeta que é casado com a RDA. Joanne Danso e tem quatro filhas com ela, ele diz que Deus o chamou para se um apóstolo e profeta “para levantar campeões e líderes na igreja do século 21“. Sua esposa estava grávida de gêmeos.

Primeiramente Danso afirmava veementemente que não teve relações sexuais com a mulher e que ela estaria fazendo isso com ele para que ele pagasse pensão alimentícia para o filho dela e que o pai seria outro homem. Mas o exame de DNA provou o contrário.

Assim que o resultado do DNA saiu à conversa do pastor mudou, ele disse que a mulher o seduziu e que o caso durou quase três anos. O juiz disse que não pode manter a identidade da paternidade em segredo nesse processo, o pastor contou que está arrependido, pois ofendeu seus votos matrimoniais e que isso nunca deveria ter acontecido.

Danso é conhecido por seus milhões de seguidores que o chamam como papai.