Parece uma pergunta ignóbil, porém é algo que muitos cristão que não possuem discernimento gostariam de saber: Preciso de autorização do pastor para pregar na rua e fazer campanhas de oração?

Por mais que pastores e líderes contemporâneos insistem em dizer que as pessoas que estão na congregação devem submissão a ele, as escrituras dizem o contrário.

E disse JESUS: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. (Marcos 16:15)

Jesus instruindo seus apóstolos entregou esta ordem. Vão e preguem para todos, de todas as raças e credos. Quem aceitar a palavra será salvo, quem não aceitar será condenado. Estas são as palavras DO SENHOR.

Primeiro ponto é que JESUS não constituiu nenhum intermediário humano, para que pudéssemos pedir “bênção” para irmos pregar em qualquer lugar que seja, inclusive para fazermos também campanhas de oração.

Um caso aconteceu comigo uma vez

Eu, alguns irmãos mais experientes e alguns novos convertidos dos quais eu me incluía, resolvemos fazer uma campanha de oração. Achávamos as campanhas coisas maravilhosas onde nos reuníamos entre jovens e comungávamos da palavra DO SENHOR posteriormente fazendo uma oração fervorosa e presenciando os mistérios de DEUS.

Em cada semana, era feito na casa de algum irmão que estava participando da campanha, e isso era bom. Entretanto, ao final de uma dessas campanhas, em um culto normal de domingo, o “líder dos jovens”, adentrou em uma sala onde estávamos orando para uma campanha seguinte, e tal irmão nem ao menos deixou terminarmos a oração e interrompeu dizendo: “Amém, amém…” na maior grosseria e falta de respeito com a oração que estávamos fazendo.

A partir desse momento, eu como novo convertido, acabei perdendo um pouco a fé e viria a sair da “igreja” posteriormente.

Eu sempre tive na mente, que as coisas de DEUS devem ser reverenciadas, e a principal delas é a oração, momento em que estamos diante da presença de DEUS no campo espiritual.

Hoje, a maioria dos líderes seguram seus membros dentro das instituições, acredito eu, que seja para que  não tenham acesso ao conhecimento da verdade – o que não tem debaixo da “autoridade de muitos falsos profetas”. Algumas pessoas nem se quer podem visitar outra denominação ou até mesmo ir na sede da mesma denominação que frequenta. É como se fossem ovelhas no sentido literal da coisa, que não podem sair fora do “curral”, que logo o pastor desce a chicotada para que volte na formação das demais ovelhas.

Isso é o que acontece com muitas pessoas que querem evangelizar nas ruas, ou até mesmo na casa de seus vizinhos, eles são impedidos por “força maior” e então acabam sendo vetados de cumprirem o “IDE DO SENHOR”.

E é nisso que venho afirmar, que você pode sim tanto pregar, quanto orar sem ter que pedir bênção ao seu pastor, e é também neste contexto que emprego o seguinte versículo:

Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.
Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. (2 Timóteo 4:2-4)

Todos devem pregar, independente se o pastor quiser ou não! Ora, para que tenhamos frutos devemos produzir frutos, e só se produz bons frutos, pregando o evangelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here